segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Itaitubense perde parte de um dedo após ser atacada por peixe na praia Aramanaí

0

Welida Meneses, 24 anos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)


A jovem Welida Vale de Meneses, 24 anos, sofreu um ataque de peixe na praia Aramanaí, em Itaituba. Segundo ela, um peixe, provavelmente uma piranha, a mordeu no pé esquerdo e teve metade de um dos dedos arrancado. O ataque aconteceu na tarde do último sábado (17).


Welida disse que estava na praia com um grupo de amigos e os mesmos estavam sentados à beira do rio. "Eu estava sentada na areia com meu pé dentro da água, meu amigo já havia avisado que tinha sentido algo dentro do rio e saiu. Eu senti algo me mordendo, passei o dedo e pensei que estava apenas cortado, não sabia que tinha arrancado pedaço", relatou.

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Após o ataque, Welida foi levada para o Hospital Municipal, onde foi medicada e comprovaram que ela perdeu metade de um dos dedos. "O médico me disse que não tinha como costurar todo o ferimento, mas ainda levei 8 pontos, as partes que não foram costuradas vão ter que cicatrizar aberta" disse. Ainda no domingo, a jovem foi liberada e voltou pra casa.

 
Ao Giro, Welida disse que está sendo muito difícil sua recuperação, pois o remédio que a receitaram no Hospital não consegue amenizar a dor que sente. Ela teve que tentar uma nova receita. A jovem não poderá apoiar o pé no chão durante os próximos 20 dias. O ferimento deve cicratizar em 60 dias, informou Welida, que deixou um alerta a população:


"Isso poderia acontecer com qualquer pessoa, fico preocupada pois tinha muitas crianças no mesmo lugar que eu, não imaginaria que um peixe poderia arrancar metade do meu dedo e naquele local, onde estava movimentado. Espero que meu caso sirva de alerta e as pessoas possam prestar mais atenção. Não desejo essa dor pra ninguém"


Fonte: Portal Giro
Author Image
AboutGecinaldo Sousa

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design