sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Conheça a história de Moraes Almeida, que pretende ser o mais novo município do Pará

0

Mapa de Moraes Almeida se tornar distrito (Foto: Reprodução)


A história de Moraes Almeida inicia no final dos anos 70, dentro de um projeto de integração nacional comandado pelo Ministro Coronel Mário Andreazza. A princípio, o local seria apenas um espécie de bairro planejado totalmente dentro da Floresta Amazônica, no término da construção da rodovia BR-163.


Na época, a nova habitação havia sido planejada às margens da BR-163 e no KM-1185, no entroncamento da Rodovia do Ouro (transgarimpeira) e nasceu dentro das normativas do DNPM, (dirigido pelo coordenador do Dr. Agildo Pina Neves) através do projeto "Ouro do Tapajós", que visava o assentamento de famílias e o completo desenvolvimento da região.

Os lotes dentro de Moraes Almeida eram vendidos com os slogans "Cidade do Ouro!" e " A cidade apoio do maior garimpo do mundo", sempre em evidência o que hoje ainda mantém a região, o trabalho com mineração.

Mapa do bairro planejado antes de Moraes Almeida se tornar distrito. (Foto: Reprodução)

O distrito está localizado em ponto estratégico e que serve de apoio para abastecimento da região garimpeira, porém, mesmo assim, moradores relatam a falta de suporte do Governo Federal, que vem deixando de cumprir com suas obrigações assistencialistas como educação saúde e infraestrutura, as milhares de famílias que foram em busca de um sonho, terras e ouro, e que hoje passam por dificuldades. 

Com isso, os moradores daquela localidade, buscam a emancipação do distrito, para que os recursos possam chegar mais rápido a população, e com isso, ter suas necessidades atendidas. Além do grande potencial que tem para se desenvolver quanto município, trazendo consigo, um enorme valor econômico para toda nossa região.

Vale lembrar que com a emancipação de Moraes, ocorrerá uma descentralização dos serviços ofertados, ocorrendo um atender com mais plenitude a toda população, tanto de Itaituba, quanto do Distrito. Além disso, a região se tornando independente da Cidade Pepita, o município ainda ficará com 80% dos garimpos de ouro.

Divisão territorial entre Itaituba e o novo possível município de Moraes Almeida. (Foto: Divulgação)

A votação para decidir sobre a criação do novo município, ocorrerá em paralelo as Eleições Municipais 2020, marcada para o dia 15 de novembro. Portanto, o eleitor votará três vezes: o primeiro voto será para decidir o próximo prefeito de Itaituba; o segundo será para vereador e o último é o da emancipação de Moraes de Almeida, que na urna é o número 44.

A atual legislação prevê consulta plebiscitária em todo o município, assim todos eleitores de Itaituba terão o direito de votar.

Fonte: Portal Giro
Author Image
AboutGecinaldo Sousa

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design