sexta-feira, 13 de agosto de 2021

No dia do Cardiologista: Especialistas esclarecem mitos e verdades sobre hipertensão arterial

0

De acordo com pesquisa da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), 35% dos brasileiros são hipertensos e a cada dois minutos uma pessoa vai a óbito no país, por conta de complicações decorrentes da doença. No período de um ano, o número pode chega a 300 mil mortes.

No próximo sábado, 14 de agosto, é comemorado o Dia do Cardiologista. Para lembrar a data, especialistas que atuam pela Pró-Saúde no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, alertam a população sobre os perigos da hipertensão arterial, e esclarecem mitos e verdades sobre a doença.

Segundo David José Oliveira Tozetto, cardiologista da unidade que pertence ao Governo do Estado do Pará, a hipertensão arterial popularmente chamada de "pressão alta", trata-se de uma doença crônica e degenerativa, caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias.

"A pressão arterial é fundamental para o equilíbrio do organismo, ela é a força que faz com que o sangue circule pelas artérias e chegue a todos os tecidos. Quando o sangue é bombeado, ele é 'empurrado' contra a parede dos vasos sanguíneos. Esta tensão gerada na parede das artérias é denominada pressão arterial", explica.

Ainda de acordo com o especialista, uma pessoa é considerada hipertensa quando sua pressão fica maior ou igual a 14 por 9 na maior parte do tempo. A partir desse limite, o risco de ocorrer doenças cardiovasculares, renais, entre outras é muito maior.

Sintomas e tratamento

Para Alexandre Rocha, cardiologista e diretor clinico do HRSP, na maioria das vezes, a pressão alta não apresenta sintomas, em pouquíssimos casos pode haver dor de cabeça, zumbido no ouvido, visão turva, tontura, dor no peito e palpitações.

"Os principais fatores de risco da doença são a obesidade, sedentarismo, má alimentação com excesso de comida industrializada, excesso de sal, entre outros. Apesar de ser mais comum com o início da terceira idade, a hipertensão pode afetar também os jovens e adultos", ressalta.

O profissional ainda explica que a hipertensão não tem cura, mas tem controle, por isso é importante consultar um especialista para entrar com a medicação adequada, além de adotar um estilo de vida saudável, com atividades físicas, dieta balanceada, além de evitar hábitos prejudiciais como o cigarro e o álcool.

Mitos e verdades

Basta retirar o sal da comida Mito. O sal que colocamos na comida não é um grande vilão, mas sim um dos fatores de risco para a hipertensão. É preciso ficar de olho na quantidade de sal nos alimentos, principalmente os industrializados.

O estresse aumenta a pressão arterial?

Sim, é verdade. O estresse é um grande vilão, pois aumenta a estimulação do sistema nervoso, provocando elevação da pressão arterial, redução da circulação de sangue nas coronárias e instabilidade elétrica do coração.

O álcool pode prejudicar no controle da pressão arterial?

Verdade. O consumo de bebida alcoólica em excesso eleva a pressão arterial e está associado a maior risco de morte por doenças cardíacas. O recomendado é que o consumo das bebidas alcoólicas seja de moderada para evitar complicações.

Quem tem pressão alta corre risco de infarto e outras doenças do coração?

É verdade. Quando se tem a pressão permanentemente alta, alguns órgãos podem ser afetados, como derrame e infarto, os rins podem funcionar de modo insuficiente, sendo necessário realizar hemodiálise.

Referência Cardiológica

Em 2020, o Regional do Sudeste do Pará realizou mais de quatro mil procedimentos cardiológicos, entre consultas e exames de média e alta complexidades. Com atendimento 100% SUS (Sistema Único de Saúde), é referência para mais de 22 municípios. A unidade conta com uma equipe especializada no atendimento cardiológico.


Fonte: HRSP

Author Image
AboutGecinaldo Sousa

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design