quinta-feira, 4 de novembro de 2021

ESCOLA BENEDITO CORREA DE SOUZA EM COLABORAÇÃO COM 12ª URE E ESPECIALISTAS EM SAÚDE E EDUCAÇÃO PROMOVEM RODA DE CONVERSA SOBRE INCLUSÃO ESCOLAR E RESPEITO ÀS DIFERENÇAS

0

Dando continuidade ao Ciclo de Roda de Conversa sobre Inclusão Escolar que envolve a 12ª Unidade Regional de Educação através da Coordenadoria de Educação Especial e as escolas que possuem Atendimento Educacional Especializado AEE, realizou-se no dia 22 de outubro de 2021, das 8:00 às 12:00 horas, a segunda Roda de Conversa sobre Inclusão Escolar e respeito às diferenças na Escola Benedito Correa de Souza, coordenada pelas professoras Marleuda Cardoso e Eliude Ramos,  cujo objetivo foi conhecer melhor os alunos público alvo da educação especial desta escola, por meio do relatos de experiências  de pais e dos próprios alunos. 

A roda de conversa teve a participação das gestoras da Escola BCS, a prof. Maria de Fátima e Patrícia Santos, da Fonoaudióloga Carol Araujo, Psicopedagoga Eliete Porteglio, Professoras Neuzimar Reinoso, Marinalva Lisboa, Dielen Priscila da Ressurreição e da Especialista em Educação Alessandra Neves Silva, técnica de referência da educação especial da 12ª Unidade Regional de Educação. 


Todas contribuíram de forma brilhante tanto com suas experiências pessoais quanto profissionais. Segundo a professora Marleuda: “É de suma importância compartilharmos experiências que venham a melhorar as ações inclusivas nas escolas, sejam elas estruturais, curriculares e atitudinais. Se fizermos aos outros, o que queremos que façam a nós, com certeza estaremos agindo de forma inclusiva”. 

A técnica Alessandra parabenizou o empenho de todos e enfatizou que: “é preciso olhar para o aluno público alvo da educação especial, além do laudo médico, pois se trata de direitos humanos. Além disso, ressaltou que de imediato, no ato da matrícula, a SEDUC não exige o laudo médico, inclusive a portaria de matrícula possibilita que as professoras da Educação Especial juntamente com a equipe técnica realizem uma avaliação pedagógica com o preenchimento de um protocolo de matrícula, o qual possibilitará o devido encaminhamento aos especialistas”. 

A especialista destacou também que “o laudo para o Transtorno do Espectro Autista (TEA) passa a ter prazo de validade indeterminado, conforme a Lei 6.898, de 14 de julho de 2021. Essa legalidade veio para ajudar as famílias que enfrentavam muita burocracia e ter que fazer exames por um determinado período de tempo”. 

Os alunos e alunas finalistas presentes, declararam todo o acolhimento e amor que receberam durante todo esses três anos da escola BCS, também destacaram as dificuldades que sentem nesse percurso e reafirmaram  o desejo que sentem em ingressar no ensino superior. A gestora Patrícia agradeceu a participação e contribuição dos convidados e de toda a comunidade escolar, ressaltando o empenho que fazem para favorecer a inclusão na escola.

Author Image
AboutGecinaldo Sousa

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design